Nossa Proposta:

12/07/2012 14:18

 

A COMUNIDADE RAINHA DA PAZ foi fundada para acolher e ajudar as pessoas a se libertarem da dependência do álcool e das drogas, portadores do HIV, moradores de rua também poderão ser aceitos. 

A COMUNIDADE RAINHA DA PAZ não é uma clinica, é uma COMUNIDADE TERAPÊUTICA de ajuda mútua e vida fraterna, portanto não atende a casos clínicos ou psiquiátricos. Conosco a pessoa poderá se retirar para um ambiente tranqüilo, livre de substancias psicoativa e dedicar-se a um processo de recuperação adequado, por meio da oração, do trabalho e da disciplina, elementos indispensáveis para uma mudança de vida. Também tem o fator do tempo e da condição de abstinência pois assim a pessoa pode reformular sua vida e criar projetos para o futuro pois terá tempo de planejar e estará longe das drogas.

Propomos a nossos acolhidos um tempo determinado de internação para que tenhamos maior sucesso ou eficácia no atendimento. Deixando claro ao acolhido e aos familiares que a COMUNIDADE RINHA DA PAZ, assim como qualquer outra entidade no mundo não recupera ninguém, só mostramos o caminho a ser seguido pelo acolhido e a ele propiciamos condições para que projete sua vida, oferecendo meios para mudar se ele quiser. 

Contato

COMUNIDADE RAINHA DA PAZ

resendeclaret@hotmail.com

Matriz Brasilia-DF
AC 300 bloco D lote 09 santa Maria - DistritoFederal


IGREJA CRISTÃ MENSAGEIRA
PATRIARCA DR. ISAÚ DOS SANTOS
SEDE NACIONAL BRASILIA -DF
CONTATOS: (61) 98322-7920



PROJETO "NOVA RAINHA DA PAZ" Nova Serrana
Rua dos Ventos 669 bairro Campo Belo

Casas de apoio em Igarapé, Nova Serrana, Ubá, Montes Claros, Alto Paraiso de Goias e Brasilia-DF
PROJETO "ESPERANÇA NORDESTE"
Viçosa do Ceará - CE
Esperantina - PI

INTERNAMENTOS

(61) 99687-5876 Brasilia e região (watssapp)
(31) 99728-4882 Minas Gerais WATSAPP
(31) 99862-2646
(37) 99158-5052 (INTERNAÇÃO P/ NOVA SERRANA E REGIÃO)
(32) 99989-6468 (INTERNAÇÃO P/ NORTE DE MINAS E ZONA DA MATA)

Pesquisar no site

© 2011 Todos os direitos reservados.

Crie um site grátisWebnode